Rebeca Abravanel evolui no Roda a Roda

Olá, internautas

O “Roda a Roda” é um dos programas mais tradicionais da programação do SBT. Nos anos 80 e 90, a atração, com o nome Roletrando, ocupava a faixa das 18h30. Silvio Santos comandava o jogo da roleta sempre ao lado de uma linda modelo que abria as letras no palco iluminado.

Até a década passada, o animador contava com Patricia Salvador que embelezava o programa. De repente, a assistente de palco foi substituída pela tecnologia. As letras acertadas pelos participantes abrem agora sozinhas.

Silvio deixou a atração diária para a filha Rebeca Abravanel. A presença do comunicador é mais constante aos domingos. A “herdeira” começou travada no palco. Ela não conta com a “escada” com o corte da modelo. Dona de uma personalidade forte, ela teve que encontrar um tom mais suave para conduzir o jogo com os clientes e consultores da Jequiti.

Agora, Rebeca brinca com os participantes. Dança com os competidores no palco. Emociona-se junto com o vencedor (a). Dá beijo. Abraça efusivamente. E tira sarro de si própria. Nesta semana, por exemplo, Rebeca revelou que ficou feliz ao constatar que a sorteada não a confundiu com sua irmã Patricia Abravanel.  

Rebeca trilha o caminho de superação percorrido pela irmã. E todos na estrelinha.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 20h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Lucero deita e rola em "Amanhã é Para Sempre"

Olá, internautas

Nesta segunda-feira (19/02), “Amanhã É para Sempre” estreou no SBT. A nova novela mexicana conta com atores bem conhecidos do público da emissora. Lucero, que brilhou em “A Dona” como Valentina Vilaça, ressurge como a vilã-mor Bárbara Greco.

Nestes primeiros dois capítulos, a atriz, que é a queridinha dos telespectadores brasileiros, deitou e rolou nas cenas de vilania da personagem. Ela deve ter se divertido ao encarar um trabalho diferente em sua carreira. Normalmente, Lucero encarna “boazinhas”. Infelizmente, eu conheço uma Bárbara Greco da vida real....

A novela vive a primeira fase que lembra (e muito) Abismo de Paixão.  As crianças Fernanda e Eduardo vivem o clima de primeiro amor e logo são separadas na tenra infância. Na novela de Elisa Castanhol, Damião foi mandado para um internato na Itália. Ele era o rico da história. Em “Amanhã é Para Sempre”, Eduardo é pobre e filho da governanta.

Nos próximos capítulos, os pequenos crescem e se reencontraram. Igual a Elisa e Damião. Nesta fase, Fernando Colunga, o maior galã das novelas mexicanas exibidas no Brasil, reaparecerá na tela do SBT. Silvia Navarro, que ganhou ótima repercussão ao viver a babá Ana em “Meu Coração É Teu”, também ressurge na emissora de Silvio Santos.

O duelo entre as personagens de Lucero e Navarro deverá mobilizar os telespectadores. A trama tem potencial de elevar os índices de audiência do canal. “Amanhã é Para Sempre” é “novela raiz”.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 23h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Reprises tomam conta da Record

Olá, internautas

A Record TV resolveu remexer em diversos horários na programação. Aos sábados, o “Balanço Geral” ganhou uma edição especial. Neste sábado (17/02), a atração reprisou as fofocas exibidas no quadro “A Hora da Venenosa” com Reinaldo Gottino, Fabiola Reipert e Renato Lombardi. Portanto, foi um repeteco.

E mais uma reprise entrou na grade recordiana com a nova exibição de “José do Egito” na faixa das 20h30 aos sábados. Isso empurrou o “Programa da Sabrina” para 22h30.  Na realidade, a emissora da Barra Funda precisa investir na programação, principalmente neste dia de semana, já que já vem enfraquecida desde a saída de “O Melhor do Brasil” e ficou ainda mais fragilizada com a extinção do “Legendários”.

No domingo, a Record também interveio com reprise. O programa “Domingo Show”, que não faz feio nos índices de audiência, foi encurtado. Uma das razões apontadas pela imprensa é que o dominical de Geraldo Luis não traz bom faturamento. Porém, é estranhíssimo que o canal corte a atração para a entrada de repetecos de quadros humorísticos no “Show de Humor”. O novo “Tudo a Ver” versão “risos” trará mais anunciantes? Complicado.

A turma do Pânico poderia ocupar a faixa horária. Evidentemente com adequações. Seria um antídoto ao chororô impregnado na guerra dominical. Realmente, é um exagero o clima de consternação que invadiu o “Domingo Show” e “Hora do Faro”.

Porém, reprises e mais reprises enfraquecem a imagem do canal. Durante a semana, “Luz do Sol” (uma das mais fracas novelas produzidas pela emissora pós-2004), Bicho do Mato e Os Dez Mandamentos já cumprem a cota de “novas exibições” que marca atualmente a emissora.

Fabio Maksymczuk  



Escrito por Fabio Maksymczuk às 23h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Marcos Harter ressurge no Carnaval da RedeTV!

Olá, internautas

Pelo décimo sétimo ano consecutivo, a RedeTV! explorou os bastidores do Carnaval. Neste ano, a emissora apostou todas as suas fichas no Doutor Marcos Harter. A emissora queria angariar repercussão com o “Doc”. E conseguiu.

Em São Paulo, no primeiro dia, Marcos dividiu o link nos arredores do Sambódromo do Anhembi com Geisy Arruda.  E no segundo dia, Leo Aquilla formou dupla nas reportagens com o gaúcho. Já no Rio de Janeiro, Laura Keller foi a companheira de trabalho com o ex-BBB e ex-Fazenda.

Harter aprontou mais na capital paulista, especialmente no sábado. Livre, leve e solto, o “médico-repórter” transformou-se em objeto de desejo das mulheres. Não foi ao contrário, como alguns propagaram nas redes sociais. As entrevistadas queriam beijá-lo, tirar a roupa e partiram para cima. Ele, vaidoso, entrou no jogo.

Uma musa da Gaviões da Fiel não desejava apenas um selinho ou selão, mas “enfiou” a língua na boca do gaúcho. Sem pudor algum. A ex-esposa de Gerson Brenner, Denize Taccto, queria tirar a roupa do “repórter”. Desabotoou a camisa para mostrar o tanquinho do “Doc”. E lascou, inicialmente, um selinho. Depois um “selão”.  

Os apresentadores Flavia Noronha e Nelson Rubens incentivavam, do estúdio, beijos mais “calorosos”. “Eu quero beijo técnico”, pedia Flavia. Quem parece que não gostou desse assédio foi o marido de Leo Aquilla, Chico Campadello, que gravou um vídeo detonando o doutor nas redes sociais. Só que, durante a transmissão, Leo bradou que Marcos era um gato e incentivava a pegação....

Marcos consegue esticar sua permanência na TV. Ele se transformou, praticamente, em um personagem na mídia. A impressão passada é que ele deseja ser o sucessor do Dr. Rey. Até mesmo os dois almejam envolvimento político. Pelo menos, Marcos demonstrou desembaraço frente às câmeras, o que não ocorreu com sua colega de “A Fazenda – Nova Chance”, Monick Camargo, que bradava o bordão “maravilhosa” para qualquer entrevistada.

Fabio Maksymczuk  



Escrito por Fabio Maksymczuk às 23h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Imagem da Globo sai arranhada com Tuiuti

Olá, internautas

O carnaval chega ao fim. Neste ano, o desfile da Paraíso do Tuiuti entrou para a história dos momentos antológicos da Marquês de Sapucaí. A escola, que trouxe a escravidão como enredo, impactou com uma forte mensagem.  

Enquanto algumas emissoras paparicam Michel Temer, como já analisado neste espaço, a Tuiuti simbolizou o atual momento político de nosso País com um vampiro neoliberalista que ostentava uma faixa presidencial em meio à precarização dos trabalhadores no Brasil.

Já na ala “Manifestoches”, a escola ironizou os manifestantes que pediram o impeachment da presidente Dilma. Eles surgiram fantasiados em patos, que relembravam a campanha da FIESP “Não vou pagar o pato”, e com mãos que pendiam sobre as cabeças de cada um, como se fossem manipulados. Na apuração, a agremiação conquistou o honroso vice-campeonato. Um desfile realmente histórico.

A TV Globo foi impactada negativamente diante da avalanche que passou pelo sambódromo.  A autocensura impregnou a cobertura liderada por Alex Escobar, Fátima Bernardes, Milton Cunha e Pretinho da Serra. Escobar até deu uma gargalhada diante do presidente vampiro. Porém, eles demonstraram receio com a utilização de “palavras certas” para descrever o auge do desfile da Tuiuti. O telespectador ficou incomodado.

O mais grave ocorreu na tarde de segunda-feira (11/02). A TV Globo exibiu um compacto com os melhores momentos dos desfiles da noite anterior. Diante do estardalhaço eclodido nas redes sociais, a emissora platinada simplesmente cortou o áudio dos apresentadores e comentaristas. O desfile foi resumido apenas com o samba-enredo. Sem explicação do enredo.  O ar de censura imperou.  Na mesma segunda-feira, o “Jornal Nacional” dedicou menos tempo ao desfile da Paraíso do Tuiuti em comparação a demais agremiações.

Diante da ebulição crescente nas redes sociais e a imagem arranhada, a TV Globo enfrentou o problema. No dia seguinte (13/02), o telejornal fez um resumo mais condizente sobre o que se passou na avenida. “Operários obrigados a se desdobrar denunciavam as más condições de trabalho e criticavam a reforma trabalhista. Carteiras rasgadas mostravam que muitos brasileiros vivem sem direitos no trabalho informal. Os manifestoches eram uma sátira a manifestantes que são manipulados pelos poderosos. Como se fossem marionetes, eles estavam encaixados no pato da Fiesp, um dos símbolos dos protestos contra o governo Dilma e carregavam uma panela, em referência aos panelaços da época. No último carro, um vampiro vestia a faixa presidencial, numa alusão ao presidente Michel Temer. A fantasia do destaque ganhou o nome de ‘vampiro neoliberalista’”, frisou o noticiário.

Parabéns, Paraíso do Tuiuti. A mídia brasileira precisa ser sacudida. #TuiutiCampeãDoPovo

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Globo negligencia Chaves no Carnaval de São Paulo

Olá, internautas

Olha o Carnaval, aí gente! A festa mais popular da cultura brasileira agita a programação das emissoras. A TV Globo continua com o monopólio da transmissão dos desfiles das escolas de samba de São Paulo e Rio de Janeiro.

Os mesmos equívocos de anos anteriores apareceram nesta cobertura do carnaval paulistano de 2018. O canal manteve a equipe de apresentadores e comentaristas.  E não ocorreu evolução.

Chico Pinheiro e Monalisa Perrone atrapalham o desenvolvimento do show na TV. Desfile das escolas de samba nada mais é que um grande espetáculo. A dupla dinâmica “fala muito”, como brada o técnico Tite. E passam informações completamente desnecessárias que fogem do desfile em si.

Neste ano, Monalisa começou mal logo na primeira escola. A Independente Tricolor enfrentou um sério problema com o primeiro carro alegórico. A alegoria percorreu toda a passarela do samba do Anhembi com uma empilhadeira acoplada. Eis que a jornalista bradou que a escola não perderia pontos. “Para todo mundo ficar tranquilo”.... Já perderia décimos e mais décimos com o grave problema em evolução e alegoria.

Depois, Chico Pinheiro corrigiu a informação da colega e frisou que a Independente sairia com 1,2 ponto a menos logo na abertura da apuração. Infringiu uma norma. Monalisa ficou calada....

Já no segundo dia, um fato curioso chamou a atenção do telespectador. A emissora tinha que transmitir o desfile da Vila Maria que homenageou o México, através do Chaves, personagem criado por Roberto Bolaños. No setor dedicado ao personagem mexicano (e o mais aguardado por todos), Monalisa começou a falar assuntos aleatórios.  “O céu está clareando”, bradou a jornalista com os foliões fantasiados de Dona Florinda, Seu Madruga, Chiquinha e toda a trupe.

Chico Pinheiro também não se fez de rogado e saiu completamente do desfile da Vila Maria. O apresentador comentou sobre a expectativa para o início do Carnaval do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Vai vendo...

O telespectador não é bobo. Críticas negativas lotaram as redes sociais. A TV Globo insiste com um modelo de transmissão totalmente inadequado que irrita o público.

Voltamos com o nosso velho e batido mantra: Volta, Manchete!

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"BBB18" se transforma em Teste de Fidelidade

Olá, internautas

Para, para, para! O bordão de João Kleber poderia entrar no “BBB18”. O reality da TV Globo vive o clima do Teste de Fidelidade. O telespectador acompanha se o cearense Lucas continuará sendo fiel à sua noiva.

O relacionamento foi exposto pelo próprio modelo logo na abertura do programa de Tiago Leifert. A companheira do moreno, por tabela, também ganhou os holofotes da mídia.  Ela já está sem aliança?, indaga a imprensa especializada.

Tal apreensão acontece diante da “tentação” Jéssica. Lucas e a personal trainer seduzem um ao outro pelo olhar e também pela linguagem corporal. Muitos comparam Lucas ao “príncipe” Renan, do “BBB16”. Neste caso, o amparense resistiu as investidas das sisters com serenidade, o que não acontece com Lucas.

Já a outra ponta do Teste de Fidelidade ocorre com Breno. O arquiteto de Goiânia não demonstra grandes preocupações em ser fiel com as coleguinhas de confinamento. Já beijou Ana Clara, depois investiu em Jaqueline e agora prepara o ataque com a mineira Paula. A filha de Ayrton não curtiu a “traição” e ganhou o carinho do telespectador. Breno já é um dos mais rejeitados pelo público.

E a produção do BBB estimula ainda mais o teste de fidelidade com Lucas. Não mandou fotos da noiva durante o seu mandato de líder e a cantora Naiara Azevedo cutucou o brother durante a sua apresentação musical nesta semana. “Lucas, vou falar uma coisa pra você: ‘que bonito, heim, Lucas’. Pra um bom entendedor, meia palavra basta”, disparou a artista.

Para, para, para!!!

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 18h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


SBT, Band e RedeTV! paparicam Temer

Olá, internautas

A Reforma da Previdência transformou-se em um grande objetivo do governo Temer. Apesar disso, o líder emedebista encontra grande resistência para aprovar tal projeto que tem como objetivo “sanear as contas públicas”. Por isso mesmo, o presidente Michel Temer, que enfrenta expressiva rejeição entre os brasileiros, “sai da toca” e encara os comunicadores da TV brasileira para tentar sensibilizar a opinião pública.

Porém, o tiro saiu pela culatra em sua primeira investidura. Em uma absoluta falta de bom senso, Temer foi paparicado por Silvio Santos no tradicional dominical do SBT. O presidente ressaltou os “benefícios” de tal Reforma e, ao fim do bate-papo, o septuagenário resolveu “presentar” o patrão com 50 reais. A impressão transmitida é que o apresentador foi “sensibilizado”, pela cédula da onça pintada, para o pronunciamento oficial do presidente. Erro grosseiro de comunicação. E Silvio Santos demonstrou mais ímpeto pela Reforma que o próprio Temer.

A Band já adota a linha pró-Temer desde o impeachment de Dilma. Não foi surpresa alguma a entrevista de “amenidades” com Amaury Junior que marcou o retorno do apresentador à emissora da Família Saad.

E, agora, Temer resolveu ir pessoalmente até a sede da RedeTV! em Osasco. O presidente sentou na bancada do “RedeTV News” ao lado de Boris Casoy e Amanda Klein. Mesmo com o ar de entrevista chapa branca, a postura corporal de Temer demonstrou que estava incomodado. Em grande parte da entrevista, o presidente ficou de braços cruzados.

Além do noticiário, Temer também foi ao estúdio do “Mariana Godoy Entrevista” para alardear o seu ideário sobre a Reforma da Previdência. A jornalista basicamente serviu de escada para o discurso oficial. Até mesmo nos momentos finais, Mariana ressaltou que Temer estava bem à vontade e tranquilo para passar as bases da Reforma.  

Na realidade, os comunicadores ficam queimados ao acoplar sua imagem a um dos presidentes mais rejeitados pelos brasileiros. É inquietante não fazer um paralelo com “The Post: A Guerra Secreta”. O longa explorou a denúncia dos jornais, especialmente o Washington Post, sobre o discurso dos presidentes dos EUA na Guerra do Vietnã. A liberdade de imprensa é o pano de fundo do filme que concorre ao Oscar neste ano. A vassalagem não era o retrato da imprensa estadunidense com o governo Nixon.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 20h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"Brasil a Bordo" derrapa em decolagem

Olá, internautas

“Brasil a Bordo” é a nova atração da TV Globo nas noites das quintas-feiras. O cenário da série de Miguel Falabella relembra o filme espanhol “Os Amantes Passageiros”, de Pedro Almodóvar. Em um avião, desenvolve a história da nova atração.

O humorístico, que traz a Piorá Linhas Aéreas, não arranca sequer um riso amarelo no telespectador. A produção aposta em diálogos curtos e cenas rápidas que formam um conjunto desconexo. Não há uma linha mestra. O roteiro fica prejudicado. Não há uma história a ser acompanhada com início, meio e fim.  

Falabella até tenta trazer um retrato sobre o atual momento político, econômico e social do nosso País. Porém, o resultado fica aquém da expectativa.

Realmente, o que salva “Brasil a Bordo” é o elenco com figurinhas carimbadas da panelinha do autor. Arlete Salles (saudades da Copélia do Toma Lá Dá Cá), Paulo Gustavo (Vavá de Sai de Baixo), Stella Miranda (Dona Álvara do Toma Lá Dá Cá), Magno Bandarz (Pé na Cova), o jovem talento Gabriel Lima, que vive o Pichuleco Mauricio (Pé na Cova), entre outros, trabalham na produção. Marcos Caruso é o novato da trupe. Ele interpreta Durval Fernandes que mantém um “relacionamento” com uma boneca inflável.

Além disso, quem, de fato, roubou a cena na estreia da série foi a “Babá” de Pé na Cova, ou melhor, a atriz Niana Machado que ficou famosa pelo bordão Piranha! Na nova versão, surge “Eu quero descer! Eu quero descer!“.

“Brasil a Bordo” não empolga.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 19h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"Explode Coração" resgata nostalgia dos anos 90 no VIVA

Olá, internautas

Nesta semana, o VIVA resgatou uma das minhas novelas preferidas. “Explode Coração”, da nossa rainha da teledramaturgia Gloria Perez, retornou ao canal da GloboSat após 23 anos da exibição original da TV Globo. Reitero mais uma vez: fico cada vez mais impressionado com a passagem do tempo.

A novela destacou, em primeira mão, a grande novidade da época: o computador nos lares do Brasil. Naquela época, poucos brasileiros tinham acesso à internet nas residências. Eu mesmo só tive acesso à WEB em 2000. Um pouco após a exibição da trama, meu pai adquiriu o IBM 386. Meu primeiro computador, só que sem internet. Eu sou do tempo do Cadê......Relacionamentos virtuais começavam a entrar nos costumes dos brasileiros.

Os telespectadores, inicialmente, estranharam o universo dos ciganos e da nova tecnologia no folhetim. Lembro como se fosse hoje a visita da bisavó dos meus amigos de infância em casa. Ela conversou com minha mãe sobre a rejeição dela à nova novela. “Não se faz novela como antigamente”, bradou. Isso em 1995. Foi a última vez que a vi. Tal mantra permanece até hoje, só que com a geração atual para as novelas dos anos 90.

Após a rejeição inicial, a novela explodiu. Guardo, com carinho, dos personagens queridos e histórias marcantes de “Explode Coração” na minha memória. Sem dúvida alguma, a novela teve o mérito de trazer à tona a questão dos desaparecidos. Muitas crianças e jovens foram encontrados após a exibição das fotos no horário mais nobre da TV brasileira.

Tereza Seiblitz viveu o auge de sua carreira ao protagonizar a novela com a sua inesquecível Dara. Rodrigo Santoro ganhou destaque na obra ao viver Serginho. Trabalho que impulsionou a sua carreira. Lembro da polêmica do personagem que se envolvia com uma mulher mais “experiente”. E o que falar de Floriano Peixoto? Sempre comento por aqui que, para mim, o ator sempre será Sarita Witt.

Stop, Salgadinho. STOP! Bordão que caiu na boca do povo em 1995 com a queridíssima atriz Regina Dourado que dava vida à suburbana Lucienide para Salgadinho (Rogerio Cardoso). Saudades eternas da dupla.

“Explode Coração” também ficou marcada pelo desempenho do Ricardo Macchi que, totalmente inexperiente e cru, encarou um dos papéis principais de “Explode Coração” com o Cigano Igor. A beleza física contrastava com o desempenho artístico. Na época, com meus 14 anos, até achava exageradas as críticas negativas. Porém, ao acompanhar os primeiros capítulos no VIVA, notei realmente como Macchi foi jogado aos leões sem o devido “estofo”.

“Explode Coração” é uma das minhas novelas inesquecíveis. É bom rever uma época que ficou lá atrás.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Record corrige grade de programação

Olá, internautas

Nesta segunda-feira (29/01), a Record TV finalmente corrigiu a grade de programação. Com o encerramento de Belaventura, um dos maiores fracassos do canal, a emissora da Barra Funda viu a oportunidade de alterar os horários de duas atrações, em especial.

O “Cidade Alerta” novamente invadiu a programação com cerca de três horas diárias. Começa às 16h40 e termina às 19h45. Pelo menos aqui em São Paulo. O ponto forte da Record sempre foi o jornalismo. O telespectador parece viciado no programa agora comandado por Luiz Bacci. A faixa das 18 horas dedicada à teledramaturgia foi ceifada. E isso é uma decisão correta.

Por outro lado, o chamado “mundo cão” poderia ganhar menos espaço na programação com o retorno do formato original do “Tudo a Ver”. Demanda antiga deste espaço. Desse modo, o programa de Paulo Henrique Amorim poderia também cortar uma reprise da novela vespertina.

A Record agora resgatou “Luz do Sol”, uma das mais fracas produções pós-2004. Não deveria ter saído do fundo do baú. Ou então a Record poderia produzir alguma atração inspirada no “Estúdio I”, de Maria Beltrão, pela GloboNews. É preciso investir no jornalismo que é o verdadeiro DNA da emissora.

Dentre as remexidas, o canal acertou ao alocar a reprise de “Os Dez Mandamentos” para 19h45. É o horário original da teledramaturgia do canal, desde os tempos “A caminho da liderança”. Foi uma reprise precipitada, mas agora, pelo menos, acertaram a faixa.

Outra medida necessária é o corte de Apocalipse, novela que projetava boas expectativas, mas resultou em um grande fracasso ao cutucar a Igreja Católica. Na mídia, há especulações sobre o protagonista da nova novela Jesus. A Record não pode errar desta vez. Rodrigo Santoro, evidentemente, seria o ator ideal. Porém, deixo aqui minha humilde sugestão: o ator Vitor Hugo. Ótimo profissional que já realizou ótimos trabalhos na teledramaturgia recordiana. Além disso, ele possui o biótipo do filho de Deus.

A Record começa a arrumar o quebra-cabeça da programação. As peças começam a se encaixar. Resultado: a mudança trouxe um crescimento de 40% na audiência, passando de 5,9 pontos de média nas quatro segundas-feiras anteriores para 8,2 pontos de média.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Amaury Jr estreia com entrevista chapa branca de Temer

Olá, internautas

Neste sábado (27/01), após 17 anos, Amaury Jr. reestreou na Band. Fico cada vez mais impressionado com a passagem rápida do tempo. O apresentador, praticamente, transplantou o seu programa da RedeTV! para a emissora do Morumbi. Até o cenário relembra a antiga atração do canal de Dallevo e Carvalho.

Neste primeiro programa da nova fase, Amaury Jr. entrevistou Roberto Carlos, Zezé Di Camargo, Wanessa e Luiza Brunet. Aliás, durante o bate-papo com a modelo, o apresentador ressaltou que não questionaria a polêmica separação com Lirio Parisotto e os desmembramentos na Justiça por ser amigo de ambos e ter sido cupido da relação.

O grande chamariz desta “reestreia” foi a entrevista com Michel Temer no Palácio da Alvorada. Amaury praticamente serviu de escada para o discurso governamental do presidente. Além disso, o entrevistador enalteceu a figura do político ao afirmar que a tranquilidade do emedebista passa calma aos brasileiros. Vai vendo...

Depois, Amaury quis humanizar a imagem do septuagenário. Comentou que todos nós passamos por problemas de saúde (não só Temer) e ainda quis saber qual é a sua comida preferida. O presidente ressaltou que é um homem simples e gosta de arroz, feijão, bife, batata e ovo.

Amaury revelou que gostaria de entrevistar a primeira-dama Marcela. Nesse momento, Temer informou que a esposa estava ocupada, já que cuidava do filho Michelzinho. “Bela, recata e do lar”. Temer aproveitou para relembrar o início do relacionamento com a jovem. Entrevista chapa-branca.

Aliás, o clima pró-Temer invade a imagem institucional da Band em seus telejornais. Momento auspicioso para reflexão sobre a atual fase do jornalismo brasileiro com a estreia do filme “The Post: A Guerra Secreta” nos cinemas.

A emissora deveria reavaliar o horário de exibição. O programa invade a madrugada de sábado para domingo. Termina além da uma e meia da manhã. O ideal seria entrar na programação a partir das 22h30 e tirar a sessão de filme “Top Cine” que só empurra para mais tarde a produção de Amaury.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 23h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Cutucadas inteligentes marcam estreia do "Tá no Ar 5"

Olá, internautas

Nesta terça-feira (23/01), a TV Globo estreou a quinta temporada do “Tá no Ar: a TV na TV”. Desta vez, a programação televisiva ficou em segundo plano. O humorístico “inteligente” cutucou assuntos que permeiam a sociedade.

O melhor momento da atração surgiu com a queima de estoque das Florestas Amazônicas. Esquete com forte inspiração da equipe do “Tá no Ar”. Crie uma ONG de fachada e aproveite a enorme biodiversidade. Patentear sem dar satisfação. “Sem dar satisfação”, frisou o locutor da chamada. Liquidação também com as enormes jazidas de minérios....Cutucada no presidente Michel Temer que tentou liberar uma área gigante da Amazônia à mineração.

E o que falar do bloco Walking Back: Ressuscitando ideias que estavam enterradas? Os zumbis enfrentaram misóginos, religiosos e facebookianos. “Cuidado, o discurso é contagioso”. Bem bolado, como diria Silvio Santos. Aliás, o animador, no Silvio Songs, incorporou Pabblo Vittar.

Já no noticiário “vapt vupt”, o jornalista, interpretado por Marcius Melhem, frisou que um estudo da Nasa comprova que a autoestima de Susana Vieira pode ser vista da Lua. Hilário!

E o militante nordestino continua firme e forte nesta quinta temporada. É o melhor momento do Marcelo Adnet dentro do humorístico. “Seus folhetins são golpistas, Rede Globo”, disparou sem medo o personagem.

“Tá no Ar: a TV na TV” sempre é uma boa opção ao telespectador no fim da noite. Inteligência com bom humor.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Musical de Hebe Camargo arrepia no desfecho

Olá, internautas

Na última semana, assisti, no Teatro Procópio Ferreira, aqui em São Paulo, ao musical da Hebe baseado na biografia de Arthur Xexéo com direção de Miguel Falabella. O final é arrebatador. Fiquei arrepiado. É uma homenagem a nossa rainha da TV brasileira. Emocionei-me quando vi a atriz Debora Reis com os figurinos da apresentadora no cenário que lembrou o programa do SBT com a música tema ao fundo.

Porém, isso não é o destaque no roteiro. A carreira de cantora ganhou amplo espaço na primeira parte. Toda em preto e branco. Parece que assistimos a um filme dos anos 40 e 50. Bem bolado.

Como a história de Hebe é extensa, há relances dos principais acontecimentos em cerca de duas horas e meia de duração do musical. Senti a ausência de Silvio Santos. Não falaram do Teleton.

Para costurar o roteiro, surgem a hilária garota-propaganda (Giovana Zotti) e a noivinha de Minas (Brenda Nadler). Elas aparecem no programa fictício de perguntas e respostas que abordam a vida da homenageada.

Na sessão que acompanhei, falaram o nome da Nair Bello. Li em algum lugar que a família da atriz tinha proibido tal citação. Mas parece que isso já foi liberado.

Hebe merece tal reconhecimento.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 22h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"BBB18" inova com entrada de família

Olá, internautas

Nesta segunda-feira (22/01), a TV Globo iniciou a décima oitava edição do “Big Brother Brasil”. Como ocorreu no ano passado, o reality mais tradicional da TV brasileira começou em uma segunda-feira. Antigamente, o “Big Brother Brasil” entrava na programação às terças-feiras.

Em 2017, Tiago Leifert recebeu duplas de gêmeos na casa mais vigiada do Brasil. Eis que Emilly, que entrou nesta seletiva, ganhou a temporada. Agora em 2018, o apresentador recepcionou a família Lima formada por Ayrton, de 56 anos (há 15 tentando entrar no BBB), sua esposa Eva, de 51, a filha Ana Clara, de 20, e o sobrinho Jorge, de 22 anos.

O telespectador deverá escolher apenas dois e estes selecionados atuarão como apenas um voto. Igual a Pepê e Neném em “A Fazenda 7”.

Ayrton (sósia de Amin Khader..) ficou realmente emocionado ao adentrar a casa. Emoção verdadeira. Merece, até aqui, ser selecionado pelo público. Já a youtuber Ana Clara também deve conquistar a preferência do telespectador. Pelo menos, esta é a impressão inicial. Teremos até domingo para analisar o quarteto.

Na Fazenda, Pepê e Neném não passaram diferenças. Aliás, o público no geral não identificava com facilidade quem era uma e quem era a outra. No “BBB18”, isso será bem diferente.  E se o pai conquistar a simpatia e a filha, a rejeição? Como será o comportamento do “eleitor” do reality?

Proposta interessante em um reality que já vive a décima oitava edição. Agora, é continuar espionando.

Fabio Maksymczuk



Escrito por Fabio Maksymczuk às 23h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
Sobre o autor
Fabio Maksymczuk de A. Brito é jornalista formado pela Universidade Mackenzie e Relações Públicas pela USP. Desde 2004, Fabio escreve sobre a TV brasileira no FABIOTV que atualmente integra o Blogs Legais do UOL. O jornalista é membro da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) e colunista do Portal Imprensa.

Sobre o blog
O blog FABIOTV tem por objetivo discutir a programação da TV brasileira. Novelas, realities, programas de auditório, jornalísticos, esportivos e as últimas novidades da mídia eletrônica ganham destaque.

 
Histórico


 
Outros sites